DATABLOOM - BUSINESS ENABLER

Integra o grupo de investidores da Databloom Lda, uma empresa de IT Portuguesa, dedicada exclusivamente aos serviços profissionais, de grande valor acrescentado.

Actua na proteção e gestão, de dados e informação, tendo mais de 20 anos de experiência nesta área. 


Mas quem é de facto a pessoa Luís Feitor?

Além da área de consultoria, desempenha também  a função de engenheiro de sistemas, desenvolvimento de negócio e a gestão de parcerias. Como vive esta polivalência?

 (LF): Esta polivalência permite uma grande abrangência de actividades em clientes, tendo sempre como base uma grande dose de inteligência emocional, fundamental no contacto com clientes e mercados muito diversificados. A forte capacidade de adaptação é também uma mais-valia.


Além desta actividade principal, colabora em mais areas?

(LF): Sim, com uma IPSS, a Creche e Jardim Infantil de Benavente, à vários anos, desempenhando funções no conselho fiscal. Participo ainda num projeto político, no conselho onde vivo, sendo vereador na Câmara Municipal de Benavente, sempre que o número um da lista não pode colaborar nas assembleias de Câmara ou em algumas ações políticas no Conselho.

Pessoalmente sou um apaixonado pelo mundo do motociclismo em geral, deslocando-me, salvo raras exceções, de moto, o meu meio de transporte preferido. Fui ainda Campeão Nacional de Motocross em 125cc, e Vice-Campeão em 250cc, em 1989.


Como surgiu este projeto na área da tecnologia?

(LF): A tecnologia, para mim, é muito mais do que uma ciência que tem como fim a resolução de problemas concretos; é o meio para poder transformar a forma como as pessoas trabalham, as empresas e de poder, em todos os projetos que desenvolvo, marcar a vida daqueles com quem colaboro.

Passei por vários projetos, sendo este último, algo que já há alguns anos pretendia desenvolver, mas, na altura, quem convidei para meu sócio não manifestou disponibilidade para iniciar o projeto.

Desse modo, e depois de um convite para iniciar o escritório de uma multi-nacional de TI em Portugal, em conjunto com outro colega, e implantar a marca no território nacional, dois anos depois surgiu então a oportunidade de, entre outras, colaborar e ser parceiro na empresa onde me encontro atualmente.


Como empreendedor, como vê o mercado de Portugal nesta área e que aconselharia ao outro empreendedor?

(LF): Portugal, embora seja um país muito pequeno, tem um potencial de crescimento enorme. Veja-se ultimamente a atratividade que tem tido para várias empresas se implantarem por cá. Por outro lado, os Portugueses falam várias línguas, tais como o Inglês, Francês, Espanhol ou mesmo o Alemão. Um dos principais desafios dos últimos anos tem sido a retenção de talentos, pois o mercado internacional oferece melhores compensações financeiras, e outras possibilidades de desenvolvimento de carreira profissional. Na área das tecnologias, as incubadoras de empresas, estão a contribuir para o empreendedorismo e o desenvolvimento de novos negócios, sendo exemplo disso alguns unicórnios portugueses como a OutSystems e a Farfetch. Numa outra vertente, o clima português, ser um dos países mais seguros do mundo, a facilidade de comunicação e o custo mais baixo, em comparação com outros países europeus, leva a atrair Portugal para a lista de destinos de investimento. Por outro lado, atendendo ao baixo custo de investimento inicial, para o desenvolvimento de uma ideia, entendo que este seja o momento ideal para tal.  Em termos de empreendedorismo, o mercado de TI está em mudança, como sempre esteve, mas neste momento, de mudança de gerações, entendo que as oportunidades, principalmente referentes à cloud, são uma realidade muito interessante, pela forma fácil, elástica e ajustada financeiramente, como permite ao negócio crescer com recurso a estes serviços.  independentemente da condição em que se encontrem, tenham sonhos e objetivos bem claros. Visualizem-os, ponham fotos dos vossos objetivos no frigorifico e na porta do quarto! Decomponham-os em “degraus” mais pequenos, a curto prazo, para que o sonho seja exequível.  Procurem um mentor, alguém que vos possa ajudar a definir o caminho e a medir o alcance das metas traçadas. Depois de um bom plano de ação, deverá existir muita ação, como o próprio nome indica. Sem ação, não há reação e os resultados não aparecem. Cultivem o bem, sempre. Nunca descurem quem vos rodeia, pois como seres sociais que somos, se os ajudarem a atingir os seus objeitos, estou certo de que a “lei do retorno” vos compensará. E por último, saiam da zona de conforto. Se não estão satisfeitos com o resultado que têm, mudem a rotina, só assim aprendemos e crescemos, pessoal e profissionalmente. 

** ** **


It is part of the group of investors of Databloom Lda, an IT Portuguese company, dedicated exclusively to professional services, with great added value.

He acts in the protection and management, data and information, having more than 20 years of experience in this area.


But who is in fact the person Luis feitor?

In addition to the consulting area, he also performs the role of systems engineer, business development and partnership management. How does this polyvalence live?

(LF): This polyvalence allows a wide range of activities in clients, always based on a great deal of emotional intelligence, fundamental in the contact with clients and very diversified markets. Strong adaptability is also an asset.

Besides this main activity, collaborate in more areas?

(LF): Yes, with an IPSS, the Kindergarten and Kindergarten of Benavente, to several years, carrying out functions in the fiscal council. I also participate in a political project, in the council where I live, being councilman in the City Council of Benavente, whenever the number one of the list can not collaborate in the assemblies of Town Hall or some political actions in the Council. Personally I am passionate about the world of motorcycling in general, moving, with rare exceptions, of motorcycle, my preferred means of transport. I was also a Motocross National Champion in 125cc and a 250cc Vice Champion in 1989.

How did this technology project come about?

(LF): For me, technology is much more than a science whose purpose is to solve concrete problems; is the means to be able to transform the way people work, companies and power, in all the projects that I develop, to mark the lives of those with whom I collaborate.

I went through several projects, the latter being something that I had been trying to develop for some years, but at the time, I invited my partner to express his willingness to start the project. In this way, and after an invitation to start a multinational IT office in Portugal, together with another colleague, and to implant the brand in the national territory, two years later the opportunity arose, among others, to collaborate and be a partner in the company where I am now.


As an entrepreneur, how do you see the Portuguese market in this area and what would you advise the other entrepreneur?

(LF): Portugal, although a very small country, has enormous potential for growth. See lately the attractiveness that has had for several companies to implant themselves here. On the other hand, the Portuguese speak several languages, such as English, French, Spanish or even German. One of the major challenges of recent years has been talent retention as the international market offers better financial compensation and other possibilities for career development. in the area of technologies, business incubators are contributing to entrepreneurship and the development of new businesses, for example some Portuguese unicorns such as OutSystems and Farfetch. In another aspect, the Portuguese climate, being one of the safest countries in the world, the ease of communication and the lower cost, compared to other European countries, leads to attract Portugal to the list of investment destinations. On the other hand, given the low initial investment cost, for the development of an idea, I believe that this is the ideal moment for this. In terms of entrepreneurship, the IT market is changing, as it has always been, but at this moment, of generation change, I understand that the opportunities, mainly referring to the cloud, are a very interesting reality, by the easy, elastic and financially adjusted form , as it allows the business to grow with these services. regardless of the condition in which they are, have very clear dreams and goals. Visualize them, put photos of your goals in the fridge and on the bedroom door! Break them down into smaller "steps," in the short term, to make the dream workable. Look for a mentor, someone who can help you set the path and measure the achievement of the goals set. After a good plan of action, there must be a lot of action, as the name itself indicates. Without action, there is no reaction and the results do not appear. Cultivate good, always. Never neglect those around you, for as social beings we are, if you help them to achieve their objects, I am sure that the "law of return" will compensate you. And finally, get out of the comfort zone. If you are not satisfied with the result you have, change the routine, only then will we learn and grow, personally and professionally.


0 visualização
0CARRINHO
Quem somos